Online


13 de junho de 2011

Do Orkut Para a Vida Real

Sayonara e eu chegamos no Paraguay na sexta-feira do dia 17/09 (perto da primavera), lá pelas 19h. O vôo deveria chegar às 17:10h... Mas mesmo com tanto atraso, lá estavam Marly e Elvis nos esperando.


Depois de mais de dois anos de contato apenas pela internet (Orkut e MSN), Marly e eu pudemos enfim nos abraçar.


Foi muito emocionante nosso encontro no aeroporto Silvio Petirossi. A Marly me é muito especial.

Muita emoção!


Minha amiga preciosa


Nos entrosamos de cara. A amizade que havia no ambiente virtual se encaixou perfeitamente no real.

Seguimos para sua casa e lá pudemos experimentar a tão falada habilidade do Elvis na cozinha.

Os dotes culinários do bom gaúcho Elvis 

Elvis pastoreia a igreja que estabeleceu ali em Luque há mais de 10 anos. Ele é um gaúcho muito bem-humorado e criativo. Construiu o templo e a casa em que moram de próprio punho.

Natan é o filho mais novo.
A família de Marly expressa um ambiente de muito amor. Passei dias muito alegres ali com eles.


 
Conquistei uma vitória importante lá na casa deles: CONVIVI COM TRÊS CÃES! Um boxer, um poodle e uma mistura de pastor alemão com alguma raça que não sei.
 

Sempre tive fobia por cães! Trauma de infância... Fui atacada 5 vezes no passado... Mas depois de 21 dias de convívio parece que superei o problema. 

Esta é a doce Chay.

O "Júnior" - um boxer muito arisco


 Marly nos levou para conhecer a cidade e (rsrs) conseguiu se perder no centro... Oh, amiga foi bem divertido...kkk

Visitamos alguns lugares interessantes e tem um em especial que gostaria de recomendar para você que me acompanha aqui no blog: o Parque Ñu Guasu.
Depois estarei postando sobre ele.

O clima no Paraguay gosta dos extremos: quente muito quente e frio muito frio!

Lembro que em uma noite tremi de frio (brrrr). Usava meias, calça, duas blusas, um blusão de malha, um blusão de lã e duas cobertas que a Marly me deu. Mas mesmo assim, não conseguia pôr as mãos para fora da coberta. 

É bem verdade que sou um tanto quanto desprovida de massa muscular (jeje). Mas a verdade é que nosso amigo Paraguay tem seus picos de temperaturas elevadas mesmo.


Graças a Deus o frio foi só um detalhe à parte, pois o calor do afeto dos meus amigos superou qualquer expectativa minha.

Espero em Deus ainda poder retribuir a hospitalidade de Marly, Elvis, seus filhos e da igreja ali em Luque.


De garantia, vou deixar aqui um convite em aberto: FAMÍLIA BOF, VENHA PARA A BAHIA!!!

2 comentários

Anônimo

minha amiga del/alma gracias por permitir que eu pudese conhecer-te eu vou a bahia para retribuir tamanha demnstraçao de amor te amo
marly

Gabriela 28 de junho de 2011 16:59

Olá que a paz do Senhor Jesus seja com você e sua família ja estou seguindo seu blog. Deus abençoe. abraços
www.blogandodemadrugada.blogspot.com

Postar um comentário

Deixe aqui a sua contribuição,pois a sua opinião me inspira.